1 de novembro de 2013

Carioca muda estilo de vida e perde 53 kg em 7 meses



Até março deste ano, o bancário Daniel Carvalho, 30 anos, pesava 132 kg com 1,77 m; atualmente está com 79 kg
Foto: Arquivo Pessoal / vc repórter

“Caramba, o que que aconteceu com você?” e “parabéns, que força de vontade” são duas das frases que Daniel Carvalho, 30 anos, mais ouviu ao decorrer deste ano, mesmo que não tenham sido ditas exatamente assim. Não é para menos. O bancário que vive há 17 anos em Arlington, Estados Unidos, mas que está radicado em Viçosa (MG) desde o começo deste ano, promoveu uma mudança radical de vida. Ele perdeu 53 quilos em pouco mais de 7 meses.
Dia 9 de março de 2013. Então com 132 quilos, Daniel, de 1,77 m, já tinha em casa boa parte de itens que fariam parte do começo de sua nova vida. “Eu e minha esposa enchemos os armários com produtos light, como pão e arroz do tipo integral, verduras e frutas”, explica. Todo o resto que fugia de uma dieta pouco calórica, como leite integral, pão branco, lanches, frituras, refrigerantes e massas, tinha que ser eliminado. E foi. "O que não nos servia mais, doamos, o importante foi eliminar tudo o que pudesse engordar." 
Daniel conta não era gordo até os 20 anos. Pesava 85 quilos. Normal. Gradualmente, contudo, foi ganhando peso ao longo dos dez anos seguintes. Culpa dos hábitos pouco saudáveis e da ausência completa de exercícios físicos. “Eu adorava batata frita, hambúrguer, refrigerante, enfim, tudo que não fazia bem pra mim e me fazia engordar”, relembra.
Até que a esposa, Raquel, chamou a atenção dele. “Ela sempre foi adepta dos exercícios físicos e de uma vida saudável. Então, para ela, foi natural me incentivar”, afiirma o bancário, que tinha preguiça até de atravessar a rua a pé.


Exercícios físicos foram peça fundamental no processo de emagrecimento Foto: Arquivo Pessoal / vc repórter
Exercícios físicos foram peça fundamental no processo de emagrecimento
Foto: Arquivo Pessoal / vc repórter

Daniel fez, então, check-ups de saúde, passou a se alimentar em intervalos reduzidos com a supervisão de uma nutricionista e deu outro importante passo: se matriculou em uma academia. “O começo foi difícil, porque eu fui de um cara totalmente sedentário para alguém que corre todo dia e faz musculação, mas logo me acostumei e só não vou à academia de domingo porque está fechada", garante.
Difíceis também foram as primeiras noites após o início da nova alimentação. “Eu tinha insônia, ficava irritado e até sonhava com comida. Alimentos gordurosos se tornam um vício, como qualquer outro”, se diverte Daniel, que fala do assunto com o distanciamento de quem mudou para nunca mais voltar ao que era antes.

Quando retornar aos Estados Unidos e reencontrar os amigos que deixou em Arlington, após o término de um curso que sua esposa faz no Brasil, Daniel poderá dar pessoalmente a resposta às mensagens de espanto, de "caramba, o que aconteceu com você?", que recebe nas redes sociais. O que ele dirá? "Nasci de novo".
Muito inspirador!! Só depende da nossa força de vontade!!!
Bjs Marta

2 comentários:

  1. Adoro essas histórias, isso mostra que podemos conseguir. Mil bjs
    Grazi

    ResponderExcluir
  2. é verdade.... essas historias nos motiva a continuar...

    ResponderExcluir